Gincana20.05site(1)

Gincana Regional Online #emcasa


Neste final de semana, chegou ao fim a gincana regional escoteira #emcasa onde jovens dos ramos lobinho e escoteiro foram mobilizados para que cumprissem atividades propostas pela equipe da gincana.

Para o coordenador da gincana, chefe Alexandro Menezes “A Gincana Virtual Escoteira foi concebida em um momento que a incerteza do futuro bateu à porta dos lares de cada parte do Mundo. O objetivo principal era trazer aos jovens a oportunidade de praticar atividades em casa, que atendessem aos requisitos do Projeto Educativo e Método Escoteiro, contudo o evento foi muito mais do que isso, pois de uma forma que surpreendeu a todos conseguiu alcançar uma dimensão muito maior. A Gincana Virtual Escoteira tornou-se um evento para a família. Tivemos a participação de pais, mães, avós, tios e tias, engajados em cumprir as tarefas e enviá-las no menor tempo possível. Com isso o Escotismo conseguiu ser o diferencial nesse momento tão difícil para todos, sendo o agente de integração da família. As Unidades Escoteiras que participaram do evento terão ao retornar as atividades, jovens e familiares muito mais motivados pela causa do Movimento. Uma vez que perceberam o grande diferencial proporcionado pelo Escotismo aos seus filhos.  Claro que não podemos esquecer, daqueles que foram responsáveis por tudo isso acontecer, os adultos voluntários, que apesar de submetidos as mesmas dificuldades, não se permitiram abater em momento algum, motivando os jovens, divulgando o evento e acompanhando as tarefas. Independente de resultados da competição, TODOS SÃO VENCEDORES, pois ao se dedicarem com alegria, afeto e perseverança nas atividades, superaram a ansiedade, a angústia e o medo, inimigos invisíveis e tão perigosos quanto o vírus mortal que nos cerca. Sinto-me muito feliz por participar de tudo isso”.

A chefe Gabriela Santana, que compõe a equipe regional do ramo lobinho e atuou na coordenação do ramo na gincana online relata que teve dificuldades no início, com poucos inscritos, porém com o passar das semanas mais chefes se mobilizaram para estimular os lobinhos e seus pais. “Vejo que os grupos estão ativos e buscando trabalhar junto à região e já recebi vários elogios pela iniciativa regional e isso mostra uma tendência de crescimentos nos eventos.”

Já a chefe Jaqueline Cruz que coordenou as atividades do ramo escoteiro afirma que foi um desafio assumir a coordenação, destacando que haviam poucos inscritos e o contato com os chefes fez este número aumentar, chegando a totalizar 13 (treze) unidades representadas.

O Presidente da Região Escoteira, Fábio Gomes, destacou que a gincana foi uma idealização do chefe Alexandro Menezes que foi aceita pela Diretoria Regional de imediato e que ele teve plena liberdade de trabalho e de escolha da equipe. Fábio afirma que ficou muito satisfeito com os resultados obtidos pela equipe, salientando que “fiquei muito bem impressionado com a atuação das chefes Gabriela e da chefe Jaqueline que já vem dando contribuições à nossa região escoteira desde atividades passadas, demonstrando compromisso e uma proatividade que devem ser tomadas como exemplo positivo. Esta gincana abriu um leque de possibilidades que serão exploradas nos próximos meses”

Como citado, o sucesso da atividade se deu, dentre outros fatores, pelo comprometimento dos chefes de cada unidade local que mobilizaram seus jovens e contribuíram a cada atividade. Outro ponto que foi o sustentáculo desta atividade foi o envolvimento dos pais e mães dos jovens, especialmente do ramo lobinho, onde a pouca idade muitas vezes não permite que a criança tenha um perfil em redes sociais ou a posse de um aparelho, onde foram utilizados os aparelhos dos pais que também botaram a mão na massa para ajudar!

  • Compartilhe:

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens